Alça que liga viaduto da EPTG ao Pistão Sul será alargada

O aumento será feito para que a pista comporte o acesso ao lado norte do Túnel de Taguatinga, por onde veículos vão transitar no sentido Plano Piloto-Ceilândia

0
121

A alça viária que liga o viaduto da Estrada Parque Taguatinga (EPTG) ao Pistão Sul vai ser alargada. A pista ganhará de 1 m a 1,5 m ao longo de seus aproximados 60 m de extensão. A ampliação é necessária para comportar a futura via de acesso ao lado norte do Túnel de Taguatinga, onde os veículos vão trafegar no sentido Plano Piloto-Ceilândia.

A pista ganhará de 1 m a 1,5 m ao longo de seus aproximados 60 metros de extensão

O alargamento vai avançar em uma pequena faixa do canteiro que ladeia a alça. A camada de vegetação que cobria a área já foi retirada e o aterro está concluído. “Fizemos a compactação do solo também”, explica o engenheiro Renes Cândido, um dos envolvidos na construção do túnel. “Mas, como choveu bastante nessa segunda-feira (31), precisamos abrir a terra com o trator para deixá-la secar”.

A preparação do subleito é essencial para uma pavimentação de sucesso. A terra deve apresentar um ponto de umidade ideal para que possa ser 100% prensada. “Só podemos fazer a sub-base de uma via depois que a resistência do solo estiver aprovada”, afirma o engenheiro civil fiscal da obra, Antônio Carlos Ribeiro Silva. “Por isso, medimos o grau de compactação em laboratório”.

Essa sub-base é formada por uma camada de brita graduada simples (BGS), mistura de produtos de britagem de rocha muito usada por baixo do pavimento flexível. Antes de receber o asfalto, no entanto, o material ainda passa pela imprimação – o banho de piche aumenta a aderência do revestimento.

Por Agência Brasília com informações de PH Paiva

Foto: Carolina Caraballo/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília