Ações educativas e de vacinação atendem mais de 1.300 pessoas no sábado

Atividades integraram proteção contra covid-19, influenza, pólio e outras doenças, como dengue e infecções sexualmente transmissíveis

0
143

A faxineira Elisângela Fernandes, 47 anos, aproveitou o sábado (26) para cuidar da saúde de toda a família. Ela participou da ação da Secretaria de Saúde realizada na Administração Regional de Arniqueira. Seu filho Vitor, de 6 anos, e a sobrinha Lauane, de 4 anos, foram atendidos pela equipe de vacinação e receberam orientações sobre escovação dos dentes. “Facilita bastante ter um serviço desse, com tudo”, elogia a moradora de Arniqueira.

Cenas parecidas se repetiram em várias regiões do Distrito Federal, em um dia em que mais de 1.300 imunizantes foram aplicados em 23 ações de vacinação para crianças, adolescentes, adultos e idosos, com atendimentos em unidades de saúde, feiras, escola e até em uma estação do BRT.

Em Samambaia, Gama e Arniqueira, a programação foi além, com ações educativas sobre o combate ao Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue, e outros serviços, como testes de covid e de infecções sexualmente transmissíveis.

“Abrir ao sábado é uma oportunidade de atrair a população e ampliar a cobertura de vários dos nossos serviços”André Góis, supervisor da UBS 12 de Samambaia

“Nesse momento em que nós temos o vírus da covid em curva ascendente, temos a dengue e tantos outros vírus circulando, nós precisamos ter ações estratégicas”, afirma a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, que acompanhou de perto as atividades realizadas.

As ações de vacinação foram além da covid-19. A técnica em enfermagem Adriana Alves, 52 anos, foi tomar o segundo reforço para se proteger contra a doença e aproveitou para levar o neto Heitor Alves, de 9 anos. “Tudo o que se fala na área de saúde é importante”, opina a avó. No cartão de vacina dele já constavam as duas doses contra a covid-19, mas a ida não passou em branco: Heitor teve a vacinação de rotina atualizada. “É que vacina salva vida. Quando eu era criança eu chorava, agora não”, relata o menino.

Na Unidade Básica de Saúde (UBS) 12 de Samambaia, o policial Vinícius Saraiva, de 34 anos. “É uma excelente atitude. Porque a semana é corrida e é importante para gente ter a unidade aberta”, acrescenta o militar. Já a advogada Geovana Fernandes, de 24 anos, foi à UBS para fazer o procedimento de ventosas, um tipo de terapia indicado para alívio de dores. “Venho normalmente só me vacinar. É bom ter vindo aqui fazer o procedimento e saber como tudo funciona”, diz.

O procedimento foi realizado pela voluntária Maria Alvina Oliveira, de 52 anos, da associação Amigos Semeando o Amor. “Alivia a dor na coluna, destrava os músculos. É muito procurada por atletas”, explica. “Abrir ao sábado é uma oportunidade de atrair a população e ampliar a cobertura de vários dos nossos serviços”, conta André Góis, supervisor da unidade.

Investimento em Arniqueira

A secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, anunciou que avança o processo para a construção da primeira Unidade Básica de Saúde (UBS) de Arniqueira. “É um compromisso do governador Ibaneis e nós já estamos no projeto arquitetônico”, afirma a gestora.

A proposta de novas unidades também vai beneficiar a população de outras cidades. É o caso de Brazlândia, Gama e Santa Maria. “Estamos com cinco projetos prontos, com terrenos já definidos e recursos definidos no orçamento para construir no próximo ano as unidades. Até o final da próxima gestão, estamos planejando mais 17 UBSs para reforçar a atenção primária”, anuncia a secretária.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Por Agência Brasília

Foto: Sandro Araújo/ Agência Saúde DF / Reprodução Agência Brasília