Feriado de Páscoa movimenta turismo. Confira os lugares mais procurados

Uma das datas mais importantes do calendário dos cristãos, a Páscoa movimenta o turismo religioso em cidades, como Aparecida do Norte (SP) e Trindade (GO), mas há quem busque lugares para relaxar e se divertir

0
862

A poucos dias da Semana Santa, há quem busque aproveitar o feriado para descansar, passar um tempo com a família e, por que não, se divertir em destinos ainda não conhecidos. Outros optam por celebrar a data em procissões e encenações da Paixão de Cristo. Fato é que o período movimenta o setor de turismo, seja em localidades mais próximas ao Distrito Federal, seja em cidades famosas por receberem turistas durante o ano todo.

A turismóloga Talinne Lopes, da TZ Viagens, destacou que o turismo religioso ganha força nesta data, principalmente nas cidades de Ouro Preto (MG), Trindade (GO) e Aparecida do Norte (SP). No município mineiro, a 830 km de Brasília, estão programadas missas, homenagens e a tradicional procissão do Fogaréu. O pacote, incluindo passagem aérea e hospedagem (com café da manhã), está R$ 3.600 por pessoa, durante sete dias. 

Trindade, cidade goiana a cerca de 250 km de Brasília, conta com o Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, onde a encenação da vida e morte de Cristo reúne multidões de fiéis. Nesse pacote, a hospedagem, com café da manhã, sai a R$ 1.400 por pessoas, por uma semana. Já Aparecida do Norte, a 1.140 km de Brasília, atrai fiéis de todos os lugares do país, pois lá se localiza o Santuário de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Passagem e hospedagem, também com café da manhã, por R$ 2.711 por pessoa durante sete dias. 

O Nordeste fica no topo de buscas para quem deseja relaxar e não perde a oportunidade de aproveitar uma praia, segundo informou Talinne Lopes. João Pessoa (PB), com as orlas de Tambaú e Cabo Branco, e Aracaju (SE), com as praias de Atalaia e Aruana, são as opções mais procuradas, cujos pacotes estão, em média, R$ 2.900, incluindo passagem aérea e hospedagem. 

Embarcando com destino a Maceió, Cláudia Espeçato, 58 anos, vai passar a Semana Santa na praia com o marido, Humberto Azevedo, 48. “Essa é a última cidade do litoral do Nordeste que falta a gente conhecer, e vamos aproveitar também para comemorar os 25 anos de casamento”, disse Cláudia. “As expectativas estão altas, alugamos um apartamento para 10 dias”, afirma.

Conhecer João Pessoa, sonho antigo de Ana Beatriz Oliveira, 46, será realizado no feriado da Semana Santa, junto ao marido, à filha e à sogra. Ela escolheu um pacote que conta com passagem, hospedagem e transfer (transporte dos turistas do ponto de partida até o ponto desejado). “Como vamos pela primeira vez, nos sentimos mais seguros optando pela agência”, relatou a dona de casa. 

Busca por descanso

Segundo a agência Bancorbrás Turismo, houve um aumento de 10% na procura por viagens nessa data, em comparação a 2023. A busca maior foi por cidades próximas a Brasília, como Pirenópolis, Caldas Novas e Chapada dos Veadeiros. No entanto, destinos com praias também estão entre os favoritos para descansar, a exemplo de Rio de Janeiro (RJ), Natal (RN) e João Pessoa (PB), conforme elencou Gabriela Barros, gerente comercial da empresa. 

A analista Carla Rios, 37 anos, decidiu, de última hora, ir à Chapada dos Veadeiros. Para facilitar o planejamento da viagem, que inclui deslocamento, hospedagem, passeios e guia de turismo, ela optou por comprar um pacote. “Adquiri um seguro viagem para evitar dores de cabeça. E, além das dicas que a agência dá, me sinto protegida com guias de confiança, pois viajarei sozinha”, explicou. A expectativa é curtir as cachoeiras do parque e relaxar durante os cinco dias de descanso, que começam na próxima quinta-feira. 

Quem também espera tranquilidade no feriado é a revisora de textos Juliene Andrade, 43, que pretende ficar sete dias em um resort em Rio Quente, município de Goiás. “Quis aproveitar a ocasião para passar mais tempo com a minha família, já que trabalho muito, e a rotina é bem puxada. Vou com meu esposo, seu neto e meu filho”, contou. Segundo ela, optar por um pacote de viagem não foi uma opção por conta de seu planejamento prévio, que incluiu a organização do orçamento. “Queremos aproveitar as águas termais e deixar as crianças se divertirem”, disse, questionada sobre o que espera do passeio. 

Por Letícia Mouhamad do Correio Braziliense

Foto: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press / Reprodução Correio Braziliense