GDF recebe material para ampliar a oferta de shantala na rede de saúde

Secretaria de Saúde recebeu, por meio de convênio com a Opas, 64 kits para a prática da técnica de massagem em bebês em UBSs

0
129

A Secretaria de Saúde recebeu 64 kits para prática de shantala. Cada conjunto é composto por tapetes, cumbucas para óleo de massagem, o óleo indicado para a prática e uma boneca tátil para instrução.

O objetivo é que em até 64 unidades básicas de saúde (UBSs) haja equipamentos e servidores capacitados para ministrar oficinas de shantala. O material foi recebido como parte do convênio da pasta com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

“A distribuição de material faz parte de um conjunto de ações para ampliar a oferta da shantala para a população”, explica a enfermeira Maria Panisson Kaltbach Lemos, referência técnica distrital da Secretaria de Saúde. Os kits, com um total de 3.866 itens (a maioria, óleo de massagem), foram recebidos na segunda-feira (5).

A técnica indiana é oferecida na rede pública do Distrito Federal há 22 anos e ajuda mães, pais e cuidadores a desenvolver segurança no trato com os bebês, além do reforço de vínculos.

A shantala é indicada principalmente para bebês prematuros ou com desenvolvimento prejudicado por síndromes. Entre os principais resultados estão a diminuição de cólicas e gases, melhoria do sono e avanço no desenvolvimento da respiração.

A parceria da Secretaria de Saúde com a Opas já permitiu o recebimento de material para criação de 60 circuitos multissensoriais para população idosa, com caneleiras, halteres, camas elásticas, cones coloridos, bolas e discos, entre outros itens.

São aguardados agora os kits voltados para a população em medida socioeducativa, com bolas, apitos, colchonetes e jogos de tabuleiros, entre outros itens. Por fim, haverá o recebimento de itens necessários para o rastreio precoce de alterações no desenvolvimento neuropsicomotor de bebês. Ao todo, serão 23.996 itens.

A gerente de apoio à Saúde da Família da Secretaria de Saúde, Angela Maria Sacramento, destaca que os conjuntos serão distribuídos para UBSs localizadas em todas as regiões do Distrito Federal. “Esses materiais são um meio para qualificar e melhorar o atendimento e a resolutividade na atenção primária”, afirma.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Por Agência Brasília

Foto: Divulgação/Secretaria de Saúde / Reprodução Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui