População do DF registra 21 mil denúncias e ajuda polícia a elucidar crimes

Tráfico de drogas, maus tratos a animais e violência doméstica reúnem os maiores registros; participação tem sido essencial na investigação dos atos antidemocráticos

0
139

A participação popular tem sido uma importante aliada da Polícia Civil do Distrito Federal na elucidação de crimes. Colaboração que ajudou na investigação da chacina de dez pessoas de uma mesma família e também tem sido essencial na identificação de participantes dos atos antidemocráticos de 8 de janeiro. Somente em 2022, 21.159 denúncias foram registradas nos canais da corporação.

Os canais de denúncias digitais (fora o telefone) permitem que o denunciante insira fotos, vídeos, áudios e arquivos, possibilitando que os investigadores tenham acesso a dados imprescindíveis para esclarecer o delito, identificar e prender o criminoso.

O que pode ser feito pelo telefone 197, Whatsapp (61 98626-1197), e-mail (denuncia197@pcdf.df.gov.br) e no site da PCDF. Há também registros encaminhados pela Ouvidoria do GDF. A Polícia Civil é também o ponto focal das denúncias provenientes do Disque 100 e do Ligue 180 da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos.

“O denunciante é os olhos e os ouvidos da Polícia Civil, porque ela não tem como estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Os canais estão bem consolidados, a população confia no trabalho e, a partir da disponibilização desses meios, as informações ajudam na elucidação de crimes”, explica o diretor da Divisão de Controle de Denúncias (Dicoe), Josafá Ribeiro.

A partir dessa captação nos nossos canais, nós fazemos aqui uma análise preliminar após o registro e fazemos a difusão para as delegacias que são as responsáveis pela apuração dos crimes.

Em 2022, os cinco crimes mais denunciados foram tráfico de drogas; maus tratos a animais; violência doméstica contra mulher; maus tratos contra crianças e adolescentes; foragidos e procurados pela polícia e Justiça. Já o banco de dados da PCDF reúne 323.610 mil denúncias desde 2002.

“Às vezes a polícia não tem nenhuma informação e aí a partir da divulgação de um vídeo, seja pela população ou pela imprensa, descobre de imediato quem é o possível criminoso, onde ele mora, onde está se escondendo. Essa colaboração é muito importante para o nosso trabalho”, acrescenta Josafá Ribeiro.

Número de denúncias registradas em 2022:

TELEFONE 197: 10.767
Whatsapp (61 98626-1197): 3.425
E-mail (denuncia197@pcdf.df.gov.br): 3075
Site (https://www.pcdf.df.gov.br/servicos/197): 2726
Encaminhadas pela Ouvidoria do GDF: 1.166

Por Agência Brasília

Foto: Reprodução Atividades News