Defesa de Ibaneis pede que ele reassuma o GDF

O governador, que foi reeleito ainda no primeiro turno nas eleições de 2022, está afastado desde o dia 9 de janeiro

0
144

Depois que a Polícia Federal informou para Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), que os aparelhos celulares apreendidos já haviam sido periciados e poderiam ser devolvidos, a defesa de Ibaneis Rocha pediu para o magistrado que ele retornasse imediatamente ao cargo de governador do Distrito Federal.

O documento da defesa foi enviado na noite de ontem (9). O governador, que foi reeleito ainda no primeiro turno nas eleições de 2022, está afastado desde o dia 9 de janeiro após os desdobramentos dos atos antidemocráticos ocorridos na Praça dos Três Poderes no dia anterior. Celina Leão, a vice, assumiu o cargo desde então.

A defesa de Ibaneis cita que o governador não foi omisso diante dos atos, mostrando que mensagens estavam sendo trocadas com Flávio Dino, ministro da Justiça e Segurança, Rosa Weber, presidente do STF, e também com Fernando de Souza, que era o secretário executivo de Segurança do DF no dia dos ataques.

Por Camila Bairros do Jornal de Brasília

Foto: Renato Alves/Agência Brasília / Reprodução Jornal de Brasília