Mais 14 mil brasilienses passam a receber o Bolsa Família

Com essas inserções, o programa chega a 171.957 beneficiários. Dos recém-incluídos, apenas 1,1 mil declaram-se homens. A maioria, 12,9 mil, define-se como mulher ou prefere não fazer identificação por gênero

0
100

Relançado neste mês, o Bolsa Família vai atender a mais 14.734 novos beneficiários no Distrito Federal. Com essas inserções, o programa chega a 171.957 famílias brasilienses. “Mensalmente, há inclusões e desligamentos. Enquanto as entradas são fundamentais para suprir necessidades imediatas e temporárias, as saídas estão relacionadas, principalmente, à superação da condição de vulnerabilidade”, destaca a secretária de Desenvolvimento Social, Ana Paula Marra, chefe da pasta responsável pela gestão do benefício no DF.

Um dado que chama a atenção é que, desses mais de 14 mil novos beneficiários, apenas 1,1 mil declaram-se homens. A maioria, 12,9 mil, define-se como mulher ou prefere não fazer identificação por gênero. “Sempre destacamos que o desenvolvimento social tem foco na família. No entanto, dentro desse núcleo, nossa referência é a mulher”, ressalta a gestora.

Como dito pela secretária, periodicamente há inserções e exclusões. Por isso, é sempre importante manter o Cadastro Único atualizado. Nesta quarta-feira (8), durante mutirão de serviços do Governo do Distrito Federal (GDF) na plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto em alusão ao Dia Internacional da Mulher, a manicure Gabriela Araújo, 28 anos, aproveitou para fazer atualização cadastral. “Meu objetivo agora é estar entre as próximas contempladas do Bolsa Família”, espera a moradora de Ceilândia.

De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), em fevereiro, foi pago um benefício médio de R$ 606,91 por família. Em março, o Bolsa Família deve registrar um valor bem superior, de R$ 669,93 em média por lar. Para junho, com o início dos pagamentos dos demais adicionais, a projeção é de que o benefício chegue a aproximadamente R$ 714.

Neste relançamento, o benefício voltou com novidades. O novo Bolsa Família garante o valor mínimo de R$ 600 por família, o acréscimo de R$ 150 por criança de até 6 anos e o adicional de R$ 50 por criança ou adolescente (de 7 a 18 anos) e por gestante, além de uma renda mínima per capita.

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Social

Por Agência Brasília

Foto: Ádamo Dan/Sedes / Reprodução Agência Brasília