IgesDF promove oficina de gestão estratégica aos gestores das UPAs

Capacitação e roda de conversa foram realizadas em busca de estratégias para alcançar os resultados desejados

0
93

Gestão, capacitação, qualidade, entrega, metas e satisfação do usuário foram abordados na oficina para os gestores das 13 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), geridas pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IgesDF), realizada no Sebraelab.

O objetivo do treinamento foi aprofundar o conhecimento sobre fundamentos da gestão estratégica, da gestão de processos, de projetos, de pessoas e liderança e promover debates sobre o que o Instituto pode fazer para alcançar resultados desejados. Durante o evento, também foram tratados os prazos de entregas, o comprometimento da equipe, a escuta ativa, a avaliação performática e as avaliações das UPAs.

“Foi-nos orientado para focar nos fundamentos da gestão estratégica e falarmos sobre gestão de projetos, gestão de processos e gestão de pessoas”, ressaltou o gerente de planejamento e desenvolvimento institucional, Edivan da Silva. “Como está de fato a nossa liderança em relação às nossas entregas nas unidades, das quais somos responsáveis”, acrescentou.

No momento inicial da oficina, a superintendente de atenção pré-hospitalar do IgesDF, Nadja Carvalho, destacou a importância dos profissionais na saúde pública e o proveito a se extrair da oficina. “Todos que estão aqui sabem da importância que têm no cenário da saúde pública do Distrito Federal. Então, a capacitação de vocês é apenas mais um passo que a instituição está dando”, disse. “Espero que ela continue e tenha um cronograma de treinamento para todos os colaboradores do IgesDF”, destacou Carvalho.

Neto Mariani, superintendente de planejamento e qualidade, apresentou os temas que seriam abordados. “A gente espera trocar experiências e conseguir com que vocês façam uma reflexão sobre a gestão que está sendo feita por vocês, as escolhas, prioridades, decisões e, principalmente, o foco no resultado”, disse.

O diretor de atenção à saúde, Rodrigo de Sousa Conti, acrescentou a importância de se entender as demandas e a experiência do paciente. “A gente tem que pensar em ferramentas para ajudar e facilitar o dia a dia. É muito importante este momento. Vivemos em um contexto de gestão e, na parte assistencial, isso é fundamental”, explicou.

Por fim, o diretor do IgesDF, Juracy Cavalcante Lacerda Júnior, enfatizou a importância da aplicação da metodologia de gestão. “Nós temos que otimizar ao máximo o nosso tempo útil em prol da nossa unidade”, disse. “A gestão é tão importante que, hoje, com ferramentas e metodologia de gestão você consegue otimizar o atendimento, a segurança do paciente e diminuir a carga de trabalho”, finalizou.

*Com informações do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IgesDF)

Por Agência Brasília

Foto: Davidyson Damasceno/IgesDF / Reprodução Agência Brasília