Vem aí a época mais colorida de Brasília

Assim é a florada dos ipês de Brasília, que florescem na seca como uma anunciação da chegada do inverno

0
134
Brasília - Floração dos ipês roxo colorem a cidade (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Encantadora. Assim é a florada dos ipês de Brasília, que florescem na seca como uma anunciação da chegada do inverno. As árvores fazem parte do plano do arquiteto e urbanista Lúcio Costa para a então nova capital do país, que deveria ser construída em meio à natureza, com a preservação das espécies de flora nativas do Cerrado.

Assim foi feito. Todos os anos, na mesma época, os dias de cores no Distrito Federal encantam quem passa pelas regiões do quadradinho. Dentre as espécies de ipês, o mais característico é o ipê amarelo, que se tornou símbolo da capital e de todo o país, tendo em vista que sua flor é considerada a flor símbolo do Brasil, a partir de um decreto do presidente Jânio Quadros, de 27 de junho de 1961.

No Distrito Federal, são mais de 270 mil árvores da espécie, que colorem a paisagem. Quem tiver interesse em plantar um ipê pode adquirir uma muda com a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap).

A Novacap pretende promover o plantio, ainda neste ano, de mais 40 mil mudas de cores variadas. No ano passado, foram plantadas 30 mil. “As plantações ocorrem no período de chuva, de outubro a abril, de todas as espécies e em todas as regiões administrativas”, explica Raimundo Silva, diretor do órgão. Depois da floração do ipê roxo, vem a dos ipês-amarelos, em seguida dos brancos, depois verdes e, por fim, do ipê rosa.

“No ano passado, plantamos três mil mudas na EPTG, por faixa de cores, e 1,5 mil na pista do Jóquei, que vão ficar áreas lindas. A EPTG, por exemplo, já está sendo chamada de ‘IP TG’, por causa desse plantio feito lá”, ressalta Raimundo Silva. Apesar da beleza das árvores, o diretor faz um alerta e pede para que as pessoas busquem orientação na Novacap antes de fazer um plantio em área pública. “Nesta época, todo mundo quer plantar um ipê. No entanto, o período não é ideal, é muito seco, é jogar muda fora. É necessário esperar o período de chuva”, esclarece.

Acredita-se que, no próximo ano, as árvores da EPTG e do Jóquei já estejam floridas, pois, conforme explica Raimundo Silva, os ipês demoram, em média, três anos para começar a florescer. Os amarelos, segundo ele, são mais rápidos e costumam apresentar flores após dois anos de plantados.

O ápice da floração dos ipês ocorre no meio de setembro. Segundo a Novacap, a primeira espécie a florescer é o ipê-roxo, cuja floração vai de junho a setembro. Depois, de julho a setembro, é a vez dos ipês amarelos. Já o ipê rosa tem florada entre agosto e setembro, ao passo que o ipê branco floresce entre agosto e outubro. Por fim, o ipê verde exibe suas flores de dezembro a março.

Por Redação do Jornal de Brasília

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil  / Reprodução Jornal de Brasília