Policiais civis do DF são capacitados para intervenções em escolas

Treinamento promovido pela força preparou 80 agentes para lidar com ocorrências em ambientes escolares

0
70

Os policiais civis do Distrito Federal que trabalham com ocorrências estão mais capacitados para emergências em escolas. A força de segurança qualificou 80 agentes da Polícia Civil (PCDF) em um curso de treinamento voltado para intervenções em ambientes escolares.

Ainda em fase embrionária, o projeto foi ministrado pelo Departamento de Atividades Especiais (Depate) – responsável por dar apoio tático, operacional e logístico nas operações desenvolvidas por todas as unidades da PCDF –, por intermédio da Divisão de Operações Especiais (DOE).

“É um treinamento para um momento casual; pode ser desde uma diligência, uma viatura passando ou até um pai policial civil que pode estar no local”Agente Brandão, diretor adjunto da Divisão de Operações Especiais

“Nós havíamos recebido esse treinamento em meados de 2019 pelo FBI [Departamento Federal de Investigação dos EUA] em Brasília”, conta o diretor-adjunto da DOE, agente Brandão. “À época, foi voltado para os operadores da Divisão Especial. Só que, quando tomamos conhecimento da doutrina, percebemos que o direcionamento é muito mais aplicável ao policial convencional, do dia a dia.”

Foram formadas quatro turmas, com o total de 80 policiais. O treinamento teve carga horária de oito horas, com parte teórica e prática. “Na parte teórica, abordamos toda a conceituação, a dinâmica e as nuances da temática; a parte prática enfatizou os protocolos voltados à atividade policial, com a intervenção emergencial que a natureza da ocorrência exige e ainda entramos com parte de atendimento pré-hospitalar”, explica o diretor.

Na prática

A expectativa é que os policiais possam utilizar os conhecimentos quando houver necessidade de diligência dos agentes por estarem com uma viatura próxima ao local da ocorrência, ou ainda em situações à paisana. Na maioria das vezes, as situações são atendidas primeiramente pela Polícia Militar.

“É um treinamento para um momento casual; pode ser desde uma diligência, uma viatura passando ou até um pai policial civil que pode estar no local”, detalha o agente Brandão. “Com o curso, eles terão o mínimo de condição para atuar dentro desse cenário mesmo com várias forças presentes no local.”

O objetivo é continuar com os treinamentos para que o aprendizado seja difundido entre o maior número de policiais civis. “Além disso, estamos sendo demandados para ministrar o treinamento para outras forças policiais: polícias Militar, Federal e Rodoviária, inclusive em outros estados”, informa o agente.

Por Agência Brasília

Foto: Divulgação/PCDF / Reprodução Agência Brasília