Delegação do DF nos Jogos da Juventude recebe uniformes

Encontro teve o objetivo de esclarecer a logística da competição, que acontecerá em Ribeirão Preto (SP) e contará com 155 atletas do DF de escolas públicas e privadas

0
146

A delegação que representará o Distrito Federal nos Jogos da Juventude 2023 se reuniu pela primeira vez nesta semana para receber os uniformes da competição e alinhar pontos sobre a logística da competição que acontecerá em Ribeirão Preto (SP), entre 1º e 16 de setembro. O encontro de dirigentes, técnicos e atletas aconteceu na quarta-feira (23), no auditório da Subsecretaria de Formação Continuada dos Profissionais da Educação (Eape).

Na recepção do evento, os jovens receberam o uniforme, que exibe dois tons de verde e também o brasão do DF. Na reunião, foram informados aos pais e atletas detalhes sobre os itinerários da viagem, assim como hospedagem, locais de competições e refeições que serão ofertadas pela Secretaria de Educação do DF e pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

No DF, 155 jovens de escolas públicas e privadas se classificaram para competir no evento nacional. A delegação foi convocada com base na classificação final dos 63º Jogos Escolares do Distrito Federal, realizados no corrente ano letivo.

Um dos representantes do DF é o estudante do CEF 05 de Sobradinho Josué Barros, que competirá no atletismo. “É uma oportunidade muito grande, que muitos não têm. Poder participar de viagens e competições como essas que nos proporcionam muito crescimento como atletas”, ressalta.

Leia também

Nos Jogos da Juventude, 18 modalidades olímpicas são disputadas. O técnico de handebol masculino, Valdeci Morais, destaca o valor da competição. “É uma experiência única poder participar de um evento desse tamanho, onde os estudantes encontrarão competidores de todos os estados. Poderemos conhecer atletas olímpicos, além de presenciar o crescimento individual e técnico de cada um”.

Para Marcelo Pinheiro, o orgulhoso pai da atleta do vôlei Gisele, estudante do CEM 01 de Sobradinho, é imprescindível inspirar os jovens através de ações como essa. “Momentos como esses plantam sementes de sonhos, que eles vão cultivando para que talvez um dia possam colher um futuro no esporte profissional”.

*Com informações da Secretaria de Educação do DF (SEEDF)

Por Agência Brasília

Foto: Felipe de Noronha/SEEDF / Reprodução Agência Brasília