HBDF adota padrão do SUS no registro de atendimentos

Utilização do Sistema de Gerenciamento da Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM garante auditorias mais precisas e aprimora o cuidado no atendimento da enfermagem

0
203

A equipe de enfermagem ambulatorial do Hospital de Base adotou um novo tipo de abordagem na hora de registrar o atendimento. Agora, o parâmetro de prescrições e cuidados segue o Sistema de Gerenciamento da Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM (Sigtap) do Sistema Único de Saúde (SUS).

A tabela e o sistema adotados permitem o acompanhamento sistemático da produção e dos repasses financeiros, além de registrar a assistência no SUS, demostrando os serviços que tem habilitações para a execução dos procedimentos.

“A atualização nos códigos de prescrição representa um passo significativo em nossa busca por proporcionar um atendimento de enfermagem cada vez melhor aos nossos pacientes”Hermina Rosa de Oliveira Freitas, chefe de enfermagem do ambulatório do Hospital de Base

Com base na tabela Sigtap, é possível registrar procedimentos que anteriormente passavam despercebidos, aperfeiçoando as auditorias do sistema e aumentando o cuidado com os pacientes, com o histórico do atendimento padronizado. A comparação dos dados de produção entre 2022 e 2023 revelou um aumento significativo nos procedimentos de enfermagem.

“A atualização nos códigos de prescrição representa um passo significativo em nossa busca por proporcionar um atendimento de enfermagem cada vez melhor aos nossos pacientes. É a prova de nosso comprometimento em elevar os padrões de cuidado e tornar cada intervenção de enfermagem mais precisa e eficaz”, ressalta a chefe de serviço de enfermagem do ambulatório, Hermina Rosa de Oliveira Freitas.

A adoção do sistema do SUS aponta para a busca por melhoria contínua do atendimento aos pacientes e fortalece a capacidade de cuidar da saúde de forma mais eficaz e precisa, com um acompanhamento mais ágil e detalhado dos procedimentos feitos e dos próximos passos no tratamento.

*Com informações do IgesDF

Por Redação do Jornal de Brasília

Foto: Reprodução IGES