Recadastramento anual de servidores do DF tem cronograma alterado

Prazo para Secretaria de Educação é ampliado até 22 de outubro. Alteração, que afeta outros órgãos, beneficia servidores por manterem a base de dados atualizada

0
170

A Secretaria de Planejamento, Orçamento e Administração (Seplad) ampliou o prazo para o recadastramento dos servidores públicos ativos, temporários e ocupantes de cargos em comissão da Secretaria de Educação. Agora, o funcionalismo daquela pasta terá até o dia 22 de outubro para confirmar informações pessoais, bem como de seus dependentes no Sistema de Recadastramento, Complementação e Atualização de Dados (Recad).

“Concluímos o recadastramento de todo o pessoal da Seplad e da Secretaria de Fazenda. Já a pasta da Educação, por ser um grupo muito grande, observamos algumas inconsistências no sistema e, por isso, foi necessário ampliar o prazo”Ângelo Roncalli, secretário executivo de Gestão Administrativa

A ampliação do prazo tornou-se pública nesta segunda-feira (9), com a publicação da Portaria 663, no Diário Oficial do DF (DODF). “Concluímos o recadastramento de todo o pessoal da Seplad e da Secretaria de Fazenda. Já a pasta da Educação, por ser um grupo muito grande, observamos algumas inconsistências no sistema e, por isso, foi necessário ampliar o prazo”, explica o secretário executivo de Gestão Administrativa da Seplad, Ângelo Roncalli. “Inicialmente, a previsão era concluir no dia 6, mas, agora, será 20 de outubro para que não haja qualquer prejuízo e todos possam atualizar os dados”, completa.

Segundo ele, o Recad foi desenvolvido para garantir a atualização de dados dos servidores ativos. “Com ele, vamos também atender o eSocial, que é um projeto do governo federal para consolidar num único local todas as informações trabalhistas, previdenciárias e tributárias”, detalha.

Na mesma linha, o subsecretário de Gestão de Pessoas, Ricardo Trigueiro, aponta que, tanto servidores, quanto o próprio GDF, são beneficiados por manterem a base de dados atualizada. “O recadastramento permite maior celeridade, eficiência e segurança jurídica no trâmite dos processos. Evita fraudes e facilita a aquisição de benefícios, como, por exemplo, a solicitação de aposentadoria ao Instituto de Previdência Social dos Servidores do Distrito Federal (Iprev), que vai estar com a base atuarial em dia, aumentando a eficiência da tramitação dos processos”, destaca.

Os servidores devem ficar atentos aos prazos de cadastramento previstos para cada órgão (tabela abaixo). De acordo com o Decreto 39.276 de 2018, o servidor que não cumprir a atualização cadastral no período definido, pode responder a processo administrativo

Confira o cronograma do recadastramento de servidores por órgão de origem:

*Com informações da Seplad

Por Agência Brasília

Foto: Arte: Divulgação/Seplad / Reprodução Portal Globo Cidade