Parques ecológicos do DF terão investimentos de R$ 4 milhões

Recursos serão destinados após aprovação da Câmara de Compensação Ambiental e Florestal

0
14122

O Instituto Brasília Ambiental realizou, nesta quarta-feira (18), a 2ª reunião ordinária da Câmara de Compensação Ambiental e Florestal (CCAF). Ao final foram aprovadas cinco propostas de uso de recursos, que somaram R$ 4.423.047,80, voltadas direta ou indiretamente para ações benéficas às Unidades de Conservação (UCs), sob a gestão do órgão ambiental.

O presidente do Instituto, Rôney Nemer, destacou a importância da CCAF. “A Câmara, com os seus representantes, é muito importante, porque nela são definidas as propostas de uso dos recursos das compensações ambientais e florestais para as melhorias das nossas unidades de conservação”, ressaltou.

Todos os recursos aprovados foram de compensação ambiental. A primeira proposta analisada e aprovada foi da destinação de recursos no valor de R$ 112.837,50 para a aquisição de cinco veículos aéreos não tripulados (drones), com o objetivo de melhor monitorar as UCs.

No segundo item de pauta a destinação de R$ 119.922,75 para perfuração de poços artesianos nos Parques Ecológicos Águas Claras, Ezechias Heringer (Guará), Riacho Fundo e Águas Claras, parque também beneficiado com a terceira proposta aprovada. Nela, foram destinados R$ 446.358,94 para a implantação de iluminação pública naquela UC.

A quarta proposta aprovada beneficiou o Parque Ecológico do Cortado, localizado em Taguatinga. Foi aprovado R$ 210.675,05 para a execução do cercamento do Serviço Veterinário Público (Hvep), separando a área de atendimento do serviço da área do parque. A quinta e última proposta destinou R$ 3.599.253,56 para a construção e várias guaritas e pórticos em UCs.

Além do presidente, participaram da reunião os superintendentes, do Instituto, de Administração Geral (Suag), Ricardo Roriz, de Unidades de Conservação e Recursos Hídricos (Sucon), Marcela Versiani, de Fiscalização, Auditoria e Monitoramento Ambiental (Sufam), Simone Moura Rosa, e a representante da Superintendência de Licenciamento Ambiental (Sulam), analista de atividades ambientais Jeiza Jerônimo.

Estiveram presentes também os representantes da Secretaria de Meio Ambiente e Monitoramento Ambiental (Sema-DF) Suzy Valadares, da Universidade de Brasília (UnB) Pedro Henrique Zuck da Conceição, e do ICMbio, Carlos Fisher. A próxima reunião ordinária da Ccaf está marcada para o mês de dezembro. A Câmara foi presidida pelo secretário-executivo da autarquia, Valterson da Silva.

*Com informações do Instituto Brasília Ambiental

Por Agência Brasília

Foto: Divulgação/Instituto Brasília Ambiental / Reprodução Agência Brasília