Crianças recebem óculos doados em ação do TJDFT

Eles foram doados pela Ótica Lensnet e entregues aos jovens e a representantes de instituições de acolhimento beneficiados, em evento

0
967

Vinte e duas crianças, adolescentes e familiares receberam doações de óculos novos da Rede Solidária Anjos do Amanhã, programa de voluntariado do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT).

Eles foram doados pela Ótica Lensnet e entregues aos jovens e a representantes de instituições de acolhimento beneficiados, em evento no gabinete do juiz titular da 1ª Vara da Infância e da Juventude do DF (1ª VIJ-DF), Evandro Neiva de Amorim, nesta segunda-feira (6).

A entrega dos óculos fecha campanha de atendimento oftalmológico promovida pela clínica Oculare Oftalmologia em parceria com a Rede Solidária no dia 30 de setembro. A iniciativa atendeu 56 crianças das entidades de acolhimento Irmão Áureo, Lar de São José, Casa de Ismael e Batuíra, bem como familiares presentes. Os atendidos na iniciativa que tiveram necessidade de correção oftalmológica puderam escolher seus óculos e tiveram lentes preparadas conforme o caso de cada um. A mãe de uma das contempladas conta que a filha reclamava de dores de cabeça na escola e em frente a telas, o que espera ser solucionado com a chegada dos óculos cor-de-rosa escolhidos pela menina.

No encontro desta segunda-feira, o juiz titular da 1ª VIJ-DF e o substituto, Redivaldo Dias Barbosa, reconheceram a importância da iniciativa para as crianças e os adolescentes atendidos pela Justiça da Infância e da Juventude. “Quero fazer um agradecimento pessoal à Ótica Lensnet pelo presente oferecido aos nossos garotos. Reafirmo também meu agradecimento à Oculare, que forneceu os exames”, disse Evandro Neiva de Amorim. “A doação é mais um gesto de empenho em fazer da nossa sociedade um mundo melhor”, falou Redivaldo Dias Barbosa.

A Ótica Lensnet, representada pelos diretores Diego Marques (CEO) e Jemima Martins (COO), recebeu certificado em reconhecimento pela iniciativa. “Agradecemos a oportunidade. Poder fazer uma doação, fazer a diferença na vida de alguém, é muito importante para nós”, disse Diego Marques. Marianna Queiroz, supervisora substituta da Rede Solidária Anjos do Amanhã, reforçou a importância dessa participação da sociedade civil para o atendimento das demandas do público infantojuvenil. “Nós nos sustentamos nos voluntários. Se não fossem tantos braços, não teríamos tantas ações”, defendeu a servidora.

Por Redação do Jornal de Brasília

Foto: TJDFT / Reprodução Jornal De Brasília