Lula se emociona ao falar da campanha Papai Noel dos Correios

Lula pediu à população que participe da campanha. Lembrando a infância pobre, o petista apontou: "É muito triste passar o Natal sem ganhar um presente"

0
632

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) publicou, neste domingo (19/11), um vídeo em que pede que os brasileiros participem da campanha Papai Noel dos Correios. 

“Às vezes eu fico triste porque eu estou falando dos anos 58, 59, quando eu tinha 13, 14 anos de idade, e hoje eu vejo as pessoas passando pelas mesmas coisas que eu passava naquela época, as mesmas coisas. É um sofrimento que uma atitude dessa, como a dos Correios, pode ajudar a melhorar, a minimizar mesmo. Eu acho que pode ser uma coisa extraordinária e a gente passar a ter um natal diferente a partir de 2023. Eu espero que vocês tenham sucesso porque é muito triste você passar o Natal sem ganhar um presente”, disse emocionado, ao lembrar a infância pobre em Santos (SP).

“Eu acho que a atitude do Correio (Correios) uma atitude nobre, e outras empresas poderiam adotar. É simples, adote o Correio. Pede para seus funcionários passarem na agência do Correio, pegar uma carta, adotar uma criança e passar a semana de Natal, na véspera de Natal, entregando um presentinho para uma criança. Você vai ficar feliz para o resto da vida e a criança nunca mais vai esquecer. E todo mundo vai viver melhor”, emendou.

“Essa campanha é muito sagrada para tentar fazer com que as crianças que sejam muito, muito pobre possam ganhar uma lembrancinha, qualquer que seja”, concluiu.

Há mais de 30 anos, os empregados dos Correios, comovidos com as cartinhas em letrinhas recém-aprendidas ou transformadas em desenhos coloridos que chegavam até a empresa, decidiram tirar esses sonhos do papel. Criaram uma das campanhas de solidariedade mais queridas do país: Papai Noel dos Correios.

A ação ganhou força, se espalhou e hoje une a empresa e a população em uma grande corrente de amor e generosidade. Além das cartinhas das crianças da sociedade, desde 2010, os alunos de escolas públicas são convidados a também expressarem seus desejos ao Papai Noel.

Desde o início da campanha 6,3 milhões de cartinhas foram adotadas em todo o Brasil. No ano passado 187 mil pedidos foram atendidos, dos 252 mil recebidos. Neste ano, mais de 96 mil cartas físicas e digitais já estão à disposição para serem adotadas em todo o país. No Distrito Federal, 6 mil crianças de 20 escolas da rede pública — de diferentes regiões administrativas — foram selecionadas para receber um presente de Natal. Em 2022, 6.500 alunos da rede foram beneficiados.

A campanha vai até o dia 15 de novembro, os prazos variam por estado e a lista pode ser consultada no Blog do Noel (acesso pelo site dos Correios). No DF, a partir de hoje as cartinhas estão disponíveis para adoção e a entrega de presentes até o dia 9/12.

Por Ingrid Soares do Correio Braziliense

Foto: Cláudio Kbene/PR / Reprodução Correio Braziliense