Parceria com Hospital Sírio-Libanês aprimora gestão em saúde no DF

Iniciativa tem como foco aprimorar a regulação dos serviços de atenção e o processo de contratualização

0
628

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) avança no aprimoramento da gestão. Nesta quarta-feira (22), foram apresentados os resultados do projeto desenvolvido em parceria com o Hospital Sírio-Libanês para aperfeiçoar as áreas de regulação, que é a organização da prioridade dos atendimentos de pacientes, e de contratualização, este último envolvendo o estabelecimento de metas para as próprias unidades da rede pública ou a contratação de serviços na rede complementar.

“A gestão da saúde pública exige a definição de prioridades e a contratualização de acordo com as maiores necessidades”, explica a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio. Ela recebeu os principais apontamentos realizados pela equipe técnica do projeto, que atuou durante 18 meses no âmbito do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), uma parceria do Ministério da Saúde com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Chamado oficialmente de Projeto de Fortalecimento das Áreas de Regulação e Apoio à Contratualização, o trabalho realizado no DF também se repetiu em 24 estados. Um dos membros da equipe do Sírio-Libanês, o administrador hospitalar Cléber Nascimento informou que o cenário encontrado em Brasília já é mais avançado. “O DF está em uma fase de aprimoramento”, afirma. O plano de trabalho traçado no projeto tem como foco melhorar a sinergia entre a regulação e a contratualização. Já a advogada Caroline Freitas, também consultora no projeto, ressaltou os acordos de gestão firmados. “Vimos aqui um processo de contratualização interna bem avançado”, acrescenta.

Com o término do projeto, o próximo passo é implantar as mudanças de gestão propostas. “A partir do plano de ação desenhado, vamos acompanhar para que seja efetivamente implementado”, diz o diretor de gestão regionalizada da SES-DF, Guilherme Mota. O trabalho já foi iniciado e será reforçado após a apresentação no Seminário Nacional do Projeto, que ocorrerá dia 5 de dezembro, na sede do Conass.

*Com informações da SES-DF

Por Agência Brasília

Foto: Jhonatan Cantarelle/Agência Saúde-DF / Reprodução Agência Brasília