Mais de 160 mil raios caíram no DF em 2023

Esses raios foram responsáveis por aproximadamente 700 interrupções no fornecimento de energia entre janeiro e outubro

0
831

Durante o período chuvoso, o número de ocorrências por falta de energia pode aumentar devido às fortes chuvas, raios e ventos que impactam a rede elétrica em todo o Distrito Federal. De acordo com dados do Climatempo, nos primeiros dez meses de 2023, a capital federal já foi atingida por mais de 160 mil descargas atmosféricas – número superior a todo o ano passado. Para mensurar o estrago, esses raios foram responsáveis por aproximadamente 700 interrupções no fornecimento de energia entre janeiro e outubro.

“Quando uma descarga atmosférica atinge a rede elétrica, ou mesmo quando cai próximo a rede gerando indução à distância, pode haver danos temporários ou permanentes em cabos ou equipamentos da rede, além de provocar oscilações na tensão elétrica que abastece residências e comércios”, explica Antônio Carlos Queiroz, diretor-superintendente Técnico da Neoenergia Brasília.

Esses números só não foram ainda maiores porque a Neoenergia vem realizando a instalação de equipamentos automatizados na rede de todo o Distrito Federal que promovem o restabelecimento dos circuitos automaticamente. Além disso, a tecnologia também contribui para o isolamento da área atingida pelos raios, o que possibilita a redução no número de clientes impactados pela falta de energia.

Além dos equipamentos inteligentes instalados na rede, outro ponto determinante para uma atuação rápida e assertiva é o plano preventivo para o período chuvoso montado pelo Centro de Operações (COI) da Neoenergia Brasília. Ao identificar a possibilidade de chuvas fortes em alguma região da capital federal, por meio da previsão do tempo, a concessionária inicia o protocolo de ampliação do número de equipes. Desde o fim de agosto, a distribuidora reforçou as equipes da empresa em 100% para atuar na operação, dobrando o efetivo de engenheiros, técnicos e eletricistas para atenderem com celeridade os clientes afetados.

Além de provocar perturbações no sistema elétrico da distribuidora, o efeito de uma descarga atmosférica pode comprometer as instalações elétricas das residências. A energia contida no raio sempre procura escoar para a terra. Ao atingir uma edificação, o caminho natural que a energia percorre é por meio das partes condutivas das instalações elétricas, as ferragens estruturais ou, quando existentes, os cabos e hastes específicos para esta função. Por isso é tão importante o aterramento. É recomendável que durante uma tempestade acompanhada de raios, as pessoas retirem os aparelhos elétricos das tomadas como forma de prevenção a choques e danos nos eletrodomésticos.

Orientações de segurança

• Ao ar livre, sempre mantenha uma distância segura da rede elétrica, independente se estiver chovendo ou não;

• Recomenda-se ficar dentro de casa ou em local abrigado durante a chuva;

• Não instale, desligue ou remova antenas se estiver chovendo. Se sua antena cair sobre a rede ou próximo a ela, nunca tente segurá-la ou recuperá-la;

• Desconecte das tomadas, com segurança e sempre pelo plug, os aparelhos eletrônicos que não estiverem sendo usados;

• Caso encontre um fio caído, jamais se aproxime e ligue imediatamente para o 116 da Neoenergia Brasília;

• Afaste-se de carros e tratores e não ande de moto, bicicletas nem fique ao lado de transportes em geral;

• Evite ficar em lugares abertos como praias, campos de futebol, embaixo de árvores ou perto de cercas;

• Evite tocar em objetos que conduzem eletricidades, tais como celular conectado ao carregador, telefone com fio e objetos metálicos grandes;

• Não se abrigue em locais abertos como sacadas, varandas, toldos, deques etc.

• Opção segura de abrigo, caso esteja na rua: busque um veículo fechado e fique dentro dele, com as portas e janelas fechadas, sem encostar-se à lataria até a tempestade passar.

Por Jornal de Brasília

Foto: Divulgação / Reprodução Jornal de Brasília