Novo site facilita busca por atendimento a pacientes com dengue no DF

Página da Secretaria de Saúde traz ferramentas para acompanhar o combate à doença

0
787

Nova página disponibilizada pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) permite localizar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima a partir de uma busca por Código de Endereçamento Postal (CEP) ou endereço. Se o objetivo for procurar atendimento rápido, é possível saber quais unidades têm horário ampliado, à noite, aos sábados ou aos domingos. É possível conferir o horário de atendimento, o local e até traçar a rota ao endereço por meio do aplicativo Google Maps.

“Essa ferramenta facilita a vida do usuário. Estão integrados todos os locais de atendimento e é possível visualizar em um raio de até 15 quilômetros do CEP inserido”, afirma o diretor de gestão de informações estratégicas da SES-DF, Bruno Pinho. O sistema faz parte do InfoSaúde, portal de transparência da pasta, e é acessível tanto via computadores quanto por smartphones ou tablets. A atualização é rápida: até tendas para atendimentos a pacientes com sintomas de dengue já foram incluídas.

Informações sobre dengue

Com o aumento no número de casos de doença no Distrito Federal, uma equipe formada por sete servidores e consultores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) criou uma página onde ficou mais fácil acessar dados atualizados sobre atendimentos, números de casos, boletins epidemiológicos e um mapa de incidência nas Regiões Administrativas. O site reúne informações de várias fontes, incluindo sistemas do Ministério da Saúde, SES-DF e Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF).

Essas ferramentas auxiliam gestores da SES-DF nas tomadas de decisões diárias, mas também estão disponíveis a qualquer cidadão interessado no assunto. “É um trabalho de transparência. Visualizando um painel, um usuário leigo tem mais facilidade de entender”, explica coordenador de controle de serviços de saúde e de gestão da informação, André Luiz Dias.

Por Agência Brasília

Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília