Rede feminina faz primeira entrega de cestas do ano no HBDF

Iniciativa beneficiou 731 pacientes em tratamento oncológico no mês de janeiro

0
729

A Rede Feminina de Combate ao Câncer de Mama em Brasília realizou a primeira entrega do ano de cestas no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF). A ação, parte do programa mensal de cesta básica, beneficiou 731 pacientes em tratamento oncológico no mês de janeiro.

O programa conta atualmente com 668 pacientes cadastrados e requer recadastramento anual para atualização de dados. Os beneficiários são pacientes em tratamento de câncer no HBDF, com renda de até um salário mínimo. O cadastro, realizado na sala da Rede Feminina, exige a apresentação de documento pessoal e cópia da biópsia. Este mês, como a rede recebeu muitas doações, pôde atender a um número de pacientes superior ao de cadastrados.

“Alguns pacientes não trabalham de carteira assinada e, durante o tratamento, não conseguem se manter trabalhando. Ficam sem renda, sem benefícios. A maior preocupação de uma paciente oncológica é com os filhos, com a manutenção da casa. Por isso, a situação econômica e social fica muito vulnerável”, destaca a coordenadora da Rede, Vera Lúcia Bezerra da Silva.

A entrega das cestas visa proporcionar segurança alimentar durante o tratamento. As doações incluem itens como arroz, sal, feijão, açúcar, macarrão, sardinha, farinha de mandioca, farinha de trigo, fubá, óleo, café. Vera completa com leite e ovos, priorizando as necessidades nutricionais dos pacientes.

A manutenção do programa é possível graças à contribuição de diversos doadores, sociedade e empresas. A Rede Feminina planeja continuar a iniciativa, mantendo a missão de “doar amor, enxugar lágrimas e provocar sorrisos”.

“A entrega de cestas básicas é um dos momentos mais esperados por todos da Rede Feminina. É um dia especial em que recebemos muitos pacientes e acompanhantes, oferecendo conforto com lanche, café e rapidez no atendimento da fila”, destaca Vera Lúcia. A Rede Feminina tem mais de 40 projetos voltados para pacientes, incluindo confecção e doação de perucas, lanches, visitas às enfermarias, acolhimento e cartilha informativa.

“O paciente pode procurar uma de nossas salas, será acolhido e ajudado de acordo com nossas possibilidades”, conclui Vera, enfatizando o compromisso contínuo da Rede Feminina em apoiar aqueles que enfrentam o desafio do câncer.

Rede Feminina de Combate ao Câncer

Rede Feminina de Combate ao Câncer de Brasília, fundada em 1996, dedica-se a prestar assistência gratuita a pacientes oncológicos em situação de vulnerabilidade social. Atuando no Hospital de Base do Distrito Federal, a instituição expandiu as atividades para o ambulatório, proporcionando acolhimento, apoio emocional, esclarecimentos e integração com a equipe médica.

Com missão voltada para o paciente oncológico e valores como credibilidade e solidariedade, a rede desenvolve 35 projetos em nove programas, abrangendo desde a doação de próteses, perucas, cesta básica, projeto beija-flor, acolhimento, apoio ao leito, oficina de perucas, farmacinha, café da manhã para pacientes, lanche da tarde para acompanhantes, ombro amigo, passe livre, oficinas de artesanato, bazar, doação de lenços, remédios e kits de higiene até ações de sustentabilidade.

O que doar

» Perucas
» Medicações
» Material de higiene
» Roupas, calçados, livros e brinquedos
» Cabelos com mais de 30 cm e sem química
» Cestas básicas, alimentos não perecíveis e lanches
» Medicações

*Com informações do IgesDF

Por Agência Brasília

Foto: Divulgação/IgesDF / Reprodução Agência Brasília