Hospital Cidade do Sol começa a operar sob gestão do IgesDF

Unidade, em Ceilândia, será exclusiva para pacientes com dengue que precisam de internação. Objetivo é chegar a 60 leitos nos próximos dias

0
860

Nesta sexta-feira (9), o Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal (IgesDF) assumiu temporariamente a administração do Hospital Cidade do Sol (HCS), localizado em Ceilândia. O instituto estará à frente do hospital enquanto durar a epidemia de dengue no DF. No primeiro dia de comando da unidade, após dois dias da aprovação do projeto que concedia a gestão do hospital ao Instituto pela Câmara Legislativa do DF (CLDF), o HCS já oferece à população mais que o dobro de leitos do que dispunha anteriormente. De 17 leitos, a ampliação para 40 leitos foi realizada em apenas um dia.

Segundo o presidente do IgesDF, Juracy Cavalcante Lacerda Júnior, este aumento substancial e rápido só é possível graças ao modelo de gestão do Instituto, que permite agilidade na contratação de recursos humanos e na compra de insumos. Mais 20 leitos devem ser abertos nos próximos dias, alcançando a capacidade para 60 leitos.

“Este hospital será um apoio para as outras unidades de saúde. A ideia é ajudar a desafogar o sistema. Temos RH, insumos e equipamentos para estes 40 leitos e para atender aos pacientes que necessitarem de internação. É um equipamento de saúde que será um complemento para trazer melhor assistência à saúde da população”, destaca o presidente do IgesDF.

O Hospital Cidade do Sol será exclusivo para pacientes com dengue que necessitam de internação. A unidade vai funcionar todos os dias da semana, de maneira ininterrupta, e só atenderá pacientes encaminhados de outras unidades de saúde, ou seja, não terá atendimento no regime porta aberta à comunidade.

O HCS conta com equipe interdisciplinar composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionista, técnicos de nutrição, técnicos de laboratório, psicólogos, assistentes sociais, farmacêuticos clínicos e hospitalares, auxiliares de humanização e maqueiros.

Segundo Cavalcante, o que será trabalhado nos próximos dias é uma gestão eficiente no sentido de girar bem estes pacientes e ter uma condução humanizada, além de apresentar transparência aos órgãos de controle e à CLDF.

“Gostaria de agradecer a todo o time do IgesDF, da Secretaria de Saúde e do Hospital de Campanha, porque foi uma união de forças. Desde ontem (quinta-feira), a equipe não tem dormido para conseguir operacionalizar e montar leitos, farmácia, escalas dos próximos dias e deixar tudo pronto. Estou muito orgulhoso da minha equipe por todo esforço e quem ganha com isso é a população”, enfatizou e agradeceu o gestor.

O IgesDF já entrou no HCS trazendo a tecnologia que desenvolveu nos últimos meses para suas outras unidades. Assim que assumiu, levou o painel de gerenciamento de leitos. Além disso, toda a medicação utilizada já será com rastreabilidade, garantindo maior segurança ao paciente e menor desperdício ao Instituto.

Hospital Cidade do Sol

Localizado ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ceilândia, próximo ao Sol Nascente/Pôr do Sol, a unidade ocupa uma área de 22,9 mil m². Com a nova administração do Hospital Cidade do Sol, o Instituto aumentou o número de leitos disponíveis para a comunidade do Sol Nascente. Em apenas dois dias, o hospital dobrou sua capacidade, passando de 17 para 40 leitos, com planos de expandir para 60 em breve.

A gestão temporária do HCS foi uma resposta direta ao cenário de urgência de epidemia de dengue, instalado pelo Decreto nº 45.448, de 24 de janeiro de 2024, e em conformidade com a Lei nº 7.417, divulgada em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

*Com informações do IgesDF

Por Agência Brasília

Foto: Davidyson Damasceno/IgesDF / Reprodução Agência Brasília