Com estoque baixo, Hemocentro do DF chama população para doar sangue e plaquetas

Primeiras semanas de fevereiro tiveram redução de 43% no número de doações, no comparativo com o mesmo período no ano passado; média é de 102 coletas diárias

0
45

Com as coletas diretamente impactadas pelo Carnaval, a Fundação Hemocentro de Brasília (FHB) convoca os brasilienses a doarem sangue visando garantir o abastecimento do estoque de bolsas que alimentam as unidades da rede pública de saúde e instituições conveniadas.

Segundo o Hemocentro, o mês de fevereiro registrou, até o momento, uma média de 102 doações por dia. O número é 43% inferior ao registrado no mesmo período do ano passado. A fundação calcula que são necessárias 180 coletas diárias para manter os níveis de segurança dos estoques de sangue.

O presidente da FHB, Osnei Okumoto, afirma que o aumento dos casos de dengue e covid-19, o retorno das férias escolares e o feriado prolongado contribuíram para a queda do fluxo de doadores. “Houve, ainda, uma grande utilização de bolsas de sangue na rede pública e conveniados”, acrescenta.

“Hoje, só temos os grupos B+ e AB+ com estoques regulares. Por isso, solicito a todos os doadores e candidatos que nunca doaram que venham até a Fundação Hemocentro para efetuar as doações que podem salvar vidas”, enfatiza o presidente.

A situação é ainda mais crítica para o grupo sanguíneo O-, considerado como doador universal e mais raro entre a população. A tipagem é comumente utilizada em casos de urgência, quando a equipe médica desconhece a tipagem sanguínea do paciente.

Por este motivo, doadores O- terão direito a senha preferencial para atendimento na fundação até o próximo dia 24. Para ter acesso à prioridade, o doador precisa comprovar o grupo sanguíneo por meio do seu cadastro no Hemocentro ou por exame de tipagem sanguínea. “Essa senha preferencial dará à pessoa o direito de chegar e ser atendida de imediato, passando por todas as etapas com maior celeridade”, garante Okumoto.

Doação de plaquetas

Além do baixo estoque de bolsas de sangue, o Hemocentro encara outro desafio: a alta demanda da rede pública por plaquetas, impulsionada pelo crescimento dos casos de dengue no Distrito Federal.

A FHB calcula que, em janeiro, as solicitações por plaquetas cresceram 25% em relação ao mesmo período do ano anterior. De 1º a 27 de janeiro de 2023, foram distribuídas 3.264 unidades. Em 2024, foram 4.023. Desse total, 28,8% das plaquetas liberadas foram para atender requisições de pacientes com dengue.

Os componentes são essenciais no suporte aos pacientes da doença, que frequentemente leva a uma diminuição significativa no número dessas células sanguíneas essenciais para a coagulação. Em casos graves de dengue hemorrágica, os níveis de plaquetas podem diminuir acentuadamente, aumentando o risco de sangramentos e complicações.

Mesmo assim, o Hemocentro contraindica a transfusão profilática de plaquetas como conduta para plaquetopenia por dengue hemorrágica. Manifestações hemorrágicas da dengue devem ter a causa investigada clínica e laboratorialmente, visando ao uso racional dos hemocomponentes que, usados indevidamente, podem agravar o caso.

Saiba como doar

Para ser um doador, é preciso ter entre 16 e 69 anos de idade, pesar mais de 51 kg e ter índice de massa corporal (IMC) igual ou maior a 18,5%. Menores de 18 anos só poderão doar acompanhados pelos respectivos pais ou responsáveis, enquanto idosos precisam ter realizado pelo menos uma doação de sangue antes dos 61 anos.

Além disso, é necessário que o candidato a doar tenha dormido pelo menos seis horas, com qualidade, na noite anterior. Não serão aceitas doações de sangue de pessoas que ingeriram bebida alcoólica 12 horas antes do procedimento ou que tenham fumado duas horas antes.

O candidato passa por avaliação de profissionais de saúde para verificar se está apto. Portanto, seja sincero ao responder às perguntas feitas durante a triagem e não omita informações importantes, pois disso depende a segurança do doador e do receptor.

Lembre-se: nada de jejum. É importante estar bem alimentado para doar sangue, assim como beber bastante água desde o dia anterior à doação.

O agendamento da doação de sangue é obrigatório e pode ser feito pelo site Agenda DF – Serviço de Agendamentos do Distrito Federal ou pelo telefone 160, opção 2. O Hemocentro de Brasília está localizado no Setor Médico Hospitalar Norte (início da W3 Norte), próximo ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran) e à Fepecs, e atende de segunda a sábado, das 7h15 às 18h.

 

Por Victor Fuzeira da Agência Brasília

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília