Vacinação contra a dengue é ampliada para o público de 12 a 14 anos no DF

Público pode ser atendido a partir da tarde desta terça-feira (5) em uma das 81 unidades básicas de saúde disponibilizadas pela Secretaria de Saúde

0
64

O Governo do Distrito Federal (GDF) ampliou a vacinação contra a dengue para a faixa etária de 12 a 14 anos. O público pode procurar uma das unidades básicas de saúde (UBSs) a partir das 14h desta terça-feira (5). São 81 salas de vacinação com equipes preparadas para receber crianças e adolescentes, e vale lembrar que a faixa de 10 e 11 anos também continuam a ser atendidas.

“Nosso objetivo é aplicar todas as vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde. Fazemos um monitoramento diário do número de crianças atendidas e decidimos fazer essa ampliação para atingir mais rapidamente a cobertura na população geral do DF”, afirma a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio.

O Distrito Federal recebeu, em 8 de fevereiro, 71.708 mil vacinas desde o início da vacinação. Até o momento, foram aplicadas somente cerca de 33% das doses, ou seja, 25.310 vacinas. As demais doses que estão sobrando vencem em 30 de abril, o que tem feito o governo reforçar a necessidade dos familiares e responsáveis levarem os filhos para receber o imunizante.

Por enquanto, não há previsão para envio de novas doses de vacinas contra a dengue e, por esse motivo, o público-alvo da campanha ficará restrito no momento às crianças e adolescentes de 10 a 14 anos.

A gerente da Rede de Frio Central da SES-DF, Tereza Luiza Pereira, destaca a velocidade do esforço logístico e as diversas estratégias para ampliar a cobertura. “Já temos as salas de vacina abastecidas e a secretaria promove diversas ações extramuros, inclusive nos finais de semana”, diz.

Orientações

Pais ou responsáveis devem comparecer com documento de identificação da criança ou adolescente e a caderneta de vacinação. Caso a pessoa tenha sido diagnosticada com dengue, é necessário aguardar seis meses para iniciar o esquema vacinal.

Todas que tomarem a primeira dose devem retornar a um local de vacinação 90 dias depois para receber a segunda dose. Se houver contaminação por dengue após a primeira dose, deve-se manter a data prevista para a segunda dose, desde que haja um intervalo de 30 dias entre a infecção e a segunda dose.

A vacinação contra a dengue não é indicada para pessoas com imunodeficiência congênita ou adquirida, incluindo aqueles em terapias imunossupressoras, com infecção por HIV sintomática ou com evidência de função imunológica comprometida, e pessoas com hipersensibilidade às substâncias listadas na bula. Também estão vedadas gestantes e mulheres em fase de amamentação.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Por Ian Ferraz da Agência Brasília

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília