Novas unidades do Cras no DF fizeram mais de 80 mil atendimentos desde 2021

Centros de Referência de Assistência Social foram inaugurados pela atual gestão entre agosto de 2021 e março de 2024

0
528

Espaços de acolhimento da população e acesso a benefícios e programas de governo, os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) tornaram-se referência às pessoas em situação de vulnerabilidade social. Com o objetivo de ampliar esse canal, o Governo do Distrito Federal (GDF) inaugurou cinco unidades desde 2021. Juntas, elas fizeram mais de 80 mil atendimentos particularizados.

Atualmente, o DF conta com 33 unidades do Cras, sendo que cinco delas foram abertas desde agosto de 2021. Cada um desses espaços permitiu a ampliação da oferta de benefícios sociais e aproximou o governo daqueles que mais precisam. Esses novos Cras ganharam vida com as unidades de Ceilândia/Sol Nascente, Recanto das Emas (nova unidade), Cras Móvel, Santa Maria (Porto Rico) e Itapoã Parque.

Geridos pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), os centros permitem intervenções socioassistenciais, sobretudo com a facilitação do acesso da população a benefícios e programas governamentais. É por meio deles que a população solicita acesso a benefícios como o Cartão Prato Cheio, Cartão Gás, Bolsa Família e DF Social, além dos auxílios natalidade, por morte, para pessoas em situação de vulnerabilidade temporária e em situação de desastre ou calamidade pública.

“É preciso fazer o acompanhamento dessas famílias para de fato trazer dignidade e também o desenvolvimento social, o desenvolvimento da autonomia dessas famílias. Esse é o 33º Cras e onde tem gente precisando o governo tem instalado esse equipamento público. Ele é a porta de entrada para quase todas as políticas públicas que nós temos no GDF”, pontua a secretária de Desenvolvimento Social, Ana Paula Marra.

O primeiro Cras entregue na gestão Ibaneis Rocha foi o de Ceilândia/Sol Nascente. Desde então, mais de 26 mil atendimentos particularizados foram feitos na unidade, socorrendo 13,5 mil famílias. Pouco depois, o segundo centro de Recanto das Emas, aberto em setembro do mesmo ano, atendeu 9,6 mil famílias e fez 23,9 mil atendimentos particularizados.

Já em 2023, o Cras Móvel iniciou os trabalhos e atendeu desde então 24,7 mil, resultando em 31,4 mil atendimentos particularizados. A penúltima unidade inaugurada, no Porto Rico, em Santa Maria, reuniu 794 famílias e mais de mil atendimentos desde novembro do ano passado.

Recém-inaugurado, o Cras Itapoã Parque abriu as portas em 15 de março e chega para atender os moradores do Itapoã, a 5ª área de maior vulnerabilidade social do Distrito Federal. De acordo com a Sedes, o fato de a primeira unidade da cidade ter 14.767 famílias referenciadas reforçou a necessidade de ampliar esse atendimento com a construção de mais um Cras.

Para quem necessita de atendimento ele ode ser feito com data e horário agendados pelo telefone 156 ou pelo site da Sedes. Verifique aqui (CRAS ) o contato e endereço de todas as unidades.

Por Ian Ferraz da Agência Brasília

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília