Voos diários de Brasília para Lima começam neste domingo (26/03)

Retomada da operação deve fortalecer turismo e economia do Distrito Federal; voos serão realizados pela Latam e terão duração média de cinco horas

0
112

Os voos diretos de Brasília para Lima, capital do Peru, começam neste domingo (26/03). A rota havia sido interrompida em abril de 2020, devido ao avanço da pandemia de covid-19 e às restrições sanitárias internacionais. A operação será realizada pela companhia aérea Latam, no Aeroporto Internacional de Brasília.

O lançamento da rota ocorreu nesta quinta-feira (23/03), na Residência Oficial da Embaixada do Peru no Brasil, na Avenida das Nações. Na ocasião, o embaixador do Peru no Brasil, Rómulo Acurio, celebrou o fortalecimento da relação comercial entre os países e a ampliação do turismo internacional. Segundo ele, a comunidade peruana em solo brasileiro gira em torno de 50 mil pessoas, sendo que cerca de 3 mil vivem no DF.

“A abertura deste voo mostra a importância que o Distrito Federal tem para fazer as ligações com os países andinos e que temos capacidade de ter voos que dão lucros a empresas. Nós somos uma metrópole e o hub de todo o Norte e Nordeste para ir a Lima” Paco Britto, secretário de Relações Internacionais

“O novo voo é uma boa notícia para os peruanos e também para os brasilienses e brasileiros, porque, por meio de Brasília, muitos equatorianos, bolivianos, chilenos vão poder descobrir o Distrito Federal e também o Brasil. E, por outro lado, os brasileiros poderão descobrir todo o Peru, que é muito diverso”, comentou.

O secretário de Relações Internacionais, Paco Britto, enfatizou o empenho do governo em tornar o DF um hub internacional de passageiros e cargas. “A abertura deste voo mostra a importância que o Distrito Federal tem para fazer as ligações com os países andinos e que temos capacidade de ter voos que dão lucros a empresas. Nós somos uma metrópole e o hub de todo o Norte e Nordeste para ir a Lima”, esclareceu.

Esse será o sétimo voo internacional que sai de Brasília. Antes, já era possível viajar para Lisboa, Panamá, Miami, Orlando, Buenos Aires e Cancún. Os voos para Lima terão duração média de cinco horas.

“O voo reduzirá pela metade o tempo de viagem entre o Distrito Federal e a capital peruana, se comparado com um voo com conexão”, acrescentou a coordenadora de Relações Institucionais de Sustentabilidade da Latam, Ligia Sato. “Hoje, é possível chegar a Lima a partir de Guarulhos, em São Paulo, do Galeão, no Rio de Janeiro, e de Porto Alegre. E agora lançamos a quarta rota, que facilitará a chegada de brasilienses a destinos internacionais muito procurados, como o Caribe”, completou.

De acordo com  o secretário de Turismo, Cristiano Araújo, a retomada da operação evidenciará o potencial turístico da capital federal. “Agora, o grande desafio é promover a nossa cidade em Lima, para que possamos atrair os peruanos a Brasília”, destacou.

A fim de viabilizar a volta do voo direto de Brasília a Lima, a alíquota do querosene de aviação (QAV) foi reduzida de 12% para 7%. O secretário de Fazenda, Itamar Feitosa, adiantou que o imposto deve ficar ainda menor. “Já pensamos em diminuir para 6%, mas, com a possibilidade de trazer mais voos para o Distrito Federal, analisamos a redução para 4%, o que dependerá da contrapartida da Inframerica”, pontuou.

Por Agência Brasília

Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília