Talk Show com especialistas de Nefrologia, Urologia e Mastologia do HBDF

Os convidados para participar do evento promovido pelo IgesDF falaram sobre as prevenções ao câncer de mama, ao câncer de próstata e a perda da função renal

0
114

O Dia Mundial da Saúde é comemorado nesta sexta-feira (7) para marcar o aniversário de fundação da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 1948, e com o objetivo de conscientizar a população em relação aos diversos aspectos que envolvem a saúde. Para celebrar a data, o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IgesDF) preparou, na quarta-feira (5), o Talk Show: Dia Mundial da Saúde.

A chefe do serviço de Mastologia do Hospital de Base (HBDF), Mayra Teixeira, abordou o câncer de mama e os cuidados que as mulheres precisam ter em relação à doença. “O câncer de mama é o mais predominante nas mulheres, ainda que não seja o mais letal. É fundamental o diagnóstico precoce e o tratamento adequado”, ressaltou. “Além de contribuir para a redução da mortalidade, com o diagnóstico precoce, os tratamentos são menos agressivos e as cirurgias menores”, explicou a médica.

Em relação aos exames de rotina voltados para a saúde da mulher, é necessário realizar o exame preventivo do câncer do colo do útero, do câncer de mama e colorretal. O exame preventivo do câncer do colo do útero deve ser feito a partir dos 25 anos e anualmente. “Três exames preventivos, com intervalo de um ano cada. Caso apresente resultado normal, o exame pode passar a ser realizado a cada dois ou três anos”, informou Mayra.

Quanto ao exame preventivo do câncer de mama, as mulheres devem realizar a mamografia a partir dos 40 anos. “A ecografia sozinha não tem como valor de exame de rotina e é importante que a mulher conheça o próprio corpo, o que pode contribuir na identificação precoce de alguns sinais”, acrescentou a médica. Já a realização do exame de colonoscopia deve começar a partir dos 45 anos. Caso o resultado seja normal, os exames de rotina podem ser feitos a cada cinco anos.

Os principais sinais de alerta em relação à saúde da mulher são: dor mamária; mama endurecida; mama avermelhada; mama maior que a outra; secreção espontânea em um dos mamilos; e retração do mamilo.

Saúde do homem

Na segunda etapa do Talk Show: Dia Mundial da Saúde, foi a abordada a importância da realização dos exames de rotina e as principais atenções que se deve ter quanto à saúde do homem. “A partir dos 50 anos, os homens devem ir a um urologista e realizar o rastreamento do câncer de próstata, ainda que não sinta nada”, destacou o urologista do Hospital de Base e presidente da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) no Distrito Federal, Eduardo Pimentel.

O urologista é um profissional de referência quando se trata da saúde do homem. A campanha Novembro Azul, que trata do câncer de próstata, incentiva anualmente todos os homens a realizar exames de rotina. “A campanha é essencial, porque relembra a importância do cuidado com a própria saúde e da necessidade de realizar os exames de rotina”, ressaltou Pimentel.

Por fim, a chefe da Nefrologia e Transplante do Hospital de Base, Cristhiane Gico, abordou as consequências por trás de hábitos nocivos para a saúde humana, como o vício tecnológico, o tabagismo, o alcoolismo e a má alimentação. “Viver de forma saudável previne doenças renais e até ajuda a evitar a perda da função renal”, enfatizou. Cristhiane também acrescentou a importância de se realizar exame de creatinina sérica basal toda vez que for ao médico. “Por meio desse exame, é possível identificar se a pessoa está perdendo a função renal”, finalizou.

Para conferir o Talk Show: Dia Mundial da Saúde clique aqui.

Saiba como se prevenir do câncer de próstata:
– Alimentação saudável;
– Realizar atividades físicas regulares;
– Autocuidado;
– Evitar o tabagismo;
– Evitar bebidas alcoólicas.

Saiba como se prevenir do câncer de mama:
– Alimentação saudável;
– Realizar atividade regular;
– Autocuidado;
– Índice de Massa Corpórea (IMC) abaixo de 25 kg/m²;
– Evitar o tabagismo;
– Evitar bebidas alcoólicas.

Saiba como se prevenir da perda da função renal:
– Alimentação saudável;
– Realizar atividades físicas regulares;
– Autocuidado;
– Evitar o tabagismo;
– Evitar bebidas alcoólicas;
– Evitar o excesso de carne vermelha, gorduras e sal;
– Realizar consultas regulares;
– Se hidratar;
– Controlar o colesterol, a glicose e a pressão arterial.

*Com informações do IgesDF

Por Agência Brasília

Foto: Divulgação/IgesDF / Reprodução Agência Brasília