Rodoviários do DF anunciam paralisação a partir desta segunda (6/11)

A decisão ocorreu em assembleia neste domingo (5/11). A categoria reivindica renovação do Acordo Coletivo de Trabalho e reposição salarial

0
2792

Passageiros do transporte coletivo no Distrito Federal sofrerão com a falta de ônibus a partir desta segunda-feira (6/11). Isso porque o Sindicato dos Rodoviários do Distrito Federal anunciou, na manhã deste domingo (5/11), a paralisação das atividades. A categoria reivindica melhorias trabalhistas, como a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho e a reposição salarial com ganhos acima da inflação.

A greve foi anunciada em uma assembleia sindical. A proposta de reajuste salarial da categoria deveria ter sido apresentada até agosto, mas as empresas alegam que sem o aporte do GDF não podem propor nenhuma melhoria salarial.

O Correio tenta contato com o Sindicato dos Rodoviários do DF para apurar novas informações sobre a paralisação. Nem a Secretaria de Mobilidade do DF, tampouco as empresas que operam o modal na capital federal  se manifestaram sobre a greve de segunda.

Em nota publicada, a Central única dos Trabalhadores, ligada ao Sindicato dos Rodoviários do DF, diz que os representantes das empresas propuseram reajuste de 5,33% nos salários, no plano de saúde e no plano odontológico; de 8% no tíquete alimentação e de 10% na cesta básica. Essa proposta, no entanto, foi considerada insatisfatória pela categoria.  

“Os trabalhadores rejeitaram a proposta apresentada e agora só nos resta ir à luta para atender a vontade da categoria. Esperamos sair vitoriosos”, disse o presidente da Sindicato dos Rodoviários do DF, João Dão.

Por Francisco Artur 

Foto:  Ed Alves/CB/DA.Press / Reprodução Correio Braziliense