GDF vai nomear 600 policiais penais e civis neste ano

Além dos agentes civis e penais, o governador também disse que serão chamados servidores da educação e da saúde neste ano

0
1160

O governador Ibaneis Rocha (MDB) disse, na manhã desta sexta-feira (10/11), que serão nomeados 600 policiais civis e penais até dezembro deste ano. A fala ocorreu durante a cerimônia de implementação e entrega da Administração Regional do Arapoanga. Segundo o chefe do Executivo local, servidores da educação e da saúde também devem ser nomeados em breve.

Questionado sobre as nomeações dos agentes civis, Ibaneis comentou que o GDF tem a programação de chamá-los ainda este ano. “Na hora certa, eles vão ser nomeados. Pode ter tranquilidade. Estamos com tudo programado e até dezembro a gente faz a nomeação de 300 policiais civis e 300 penais e mais o pessoal da educação e mais um grupo da saúde também que estão aguardando”, comentou o governador.

No começo deste mês, o presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), deputado Wellington Luiz, divulgou que Ibaneis Rocha havia se comprometido a nomear os aprovados no último concurso da Polícia Civil do DF. A informação foi publicada no Diário da Câmara Legislativa no dia 30 de outubro.

Os aprovados no concurso da Polícia Civil têm cobrado do governador por nomeações. Na agenda desta sexta-feira (10/11), um grupo levou faixas questionando o chamamento. No mês passado, os candidatos realizaram uma manifestação em frente ao Palácio do Buriti com o objetivo de pressionar o GDF a nomear 900 dos 1.950 aprovados no concurso de 2019.

Segundo o Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol-DF), há um déficit de policiais civis nos quadros da corporação, que atualmente se aproxima de 62%.

Por Júlia Eleutério do Correio Braziliense

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília / Reprodução Correio Braziliense