HRSM realiza cirurgia inovadora com prótese de revisão de joelho

Procedimento raro traz esperança a casos selecionados de pacientes com problemas ortopédicos complexos

0
750

O Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) surge como pioneiro ao introduzir uma cirurgia inédita na rede pública de saúde: a prótese de revisão de joelho. Esse procedimento, considerado raro até mesmo na rede particular, devido ao material utilizado, profissionais especializados e casos específicos selecionados, promete transformar a vida de pacientes com condições ortopédicas complexas.

O cirurgião de joelho da equipe do HRSM, Vitor Neri, especialista nesse tipo de procedimento, destaca a complexidade da cirurgia. Ele explica que a prótese de revisão de joelho é reservada para situações especiais, como pacientes com próteses antigas disfuncionais. “Nesses casos, realizamos uma delicada intervenção, removendo todo o material antigo, incluindo cimento e fios, para, em seguida, implantar uma prótese nova. Todo esse processo demanda habilidade e destreza, considerando que se trata de um joelho já operado e afetado por doenças prévias”, esclarece o especialista.

Outra situação em que a prótese de revisão de joelho se torna essencial é quando o paciente enfrenta graves dificuldades, como a falta de apoio ósseo e a ausência de ligamentos que mantêm o joelho em sua posição natural. Nestes casos, as próteses convencionais não são suficientes, e a utilização da prótese de revisão se torna crucial para o sucesso da intervenção.

O destaque nesse avanço médico fica por conta do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IgesDF), que viabilizou a obtenção dessas próteses de revisão. Vitor Neri enfatiza a dificuldade em encontrar esses materiais, acrescentando que a equipe do HRSM selecionou cuidadosamente pacientes raros para a realização desse procedimento inovador. “Marcamos essa cirurgia com a esperança de melhorar significativamente a qualidade de vida e a condição do joelho desses pacientes”, destaca o cirurgião.

Com essa iniciativa, o IgesDF não apenas eleva o padrão de atendimento ortopédico de Brasília, mas também oferece uma nova perspectiva para aqueles que enfrentam desafios complexos em relação às patologias no joelhos. A cirurgia com a prótese de revisão emerge como um divisor de águas, trazendo esperança e resultados promissores para casos até então considerados difíceis e raros.

*Com informações do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IgesDF)

Por Agência Brasília

Foto: Davidyson Damasceno/IgesDF / Reprodução Agência Brasília