Identificação infantil da PMDF previne desaparecimentos durante o Carnaval

Pais podem preencher os dados das crianças em carteirinha oferecida pela Polícia Militar do DF na Internet, mas pulseirinhas também serão distribuídas durante a folia; confira dicas para que os pequenos não se percam

0
697

Pais que aproveitam o Carnaval com os filhos costumam ter uma preocupação extra, além de curtir a folia com os pequenos: estar atentos para que as crianças não se percam em meio à multidão. Para que isso não ocorra, algumas medidas são recomendadas pelas autoridades.

Uma dessas ações é a campanha da Polícia Militar do DF (PMDF), realizada todos os anos para identificar os pequenos foliões. A corporação disponibiliza, em seu site oficial, uma sugestão de identificação para que os responsáveis pelas crianças sejam localizados com mais facilidade e rapidez.

É a Carteirinha de Identificação Infantil, que contém informações de contato dos responsáveis pela criança. O recurso pode ser utilizado a partir de três simples etapas: acessar o link e preencher corretamente os dados, escolher uma foto e inserir no campo indicado e, por fim, imprimir o arquivo gerado. O documento fica como um crachá na criança, que pode ser preso à roupa ou colocado em forma de colar.

Pulseirinhas de identificação

A PMDF também costuma realizar a distribuição de pulseiras de identificação infantil em postos montados nos bloquinhos públicos infantis. A pulseirinha é a opção mais procurada, por ser mais difícil de perder o material durante a agitação.

“Com a identificação a gente consegue ter facilidade de encontrar os pais. Muitas vezes a criança não consegue ajudar, porque não tem o telefone do pai, não consegue localizar os responsáveis ou onde ela mora, então isso vai ajudar bastante”, explica o major Michello Bueno, da PMDF.

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) também estará em tendas distribuindo as pulseirinhas de identificação infantis. Os agentes estarão presentes no Parque Ana Lídia, nos blocos do Baratona e Baratinha, além dos blocos voltados às pessoas com deficiência (PcDs). A expectativa é de entregar pelo menos cinco mil tags de identificação.

“A gente sabe também que Carnaval é muita agitação, é muita responsabilidade. E a gente vai identificar para que possamos entrar em contato com o responsável por essas crianças”, reforçou o chefe do núcleo de campanhas educativas do Detran-DF, Miguel Videl.

Dicas de cuidados

Para garantir a segurança dos pequenos durante os festejos de Carnaval, vale destacar algumas dicas passadas pela PMDF, que conta com uma campanha de segurança que se estende até o último dia de festejo.

Entre elas, é muito importante aconselhar a criança a jamais aceitar alimentos ou bebidas de pessoas estranhas ou, ainda, convites de desconhecidos. Além disso, orientar para que as crianças sempre fiquem por perto, com os responsáveis sempre atentos a movimentações de terceiros.

Outra dica é sempre combinar um ponto de encontro com as crianças, explicando a elas que, caso se percam, procurem um policial militar imediatamente.

Por Jak Spies da Agência Brasília 

Foto: Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília