MPDFT cobra esclarecimentos sobre ação contra vandalismo no DF

No ofício, a promotoria solicita informações sobre o efetivo designado para atender aos locais que ocorreram os atos e quais medidas foram adotadas

0
127

A Promotoria de Justiça Militar, do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), oficiou, nesta terça-feira (13), ao Comando-Geral da Polícia Militar do DF (PMDF) a prestar esclarecimentos sobre as ações de enfrentamento aos atos de vandalismo ocorridos na noite de ontem (12), na região central da capital.

No ofício, a promotoria solicita informações sobre o efetivo designado para atender aos locais que ocorreram os atos e quais medidas foram adotadas para enfrentar a situação, como dados da operação e relatório das ocorrências.

Na noite de ontem, grupos de manifestantes contrários a vitória e a diplomação do presidente da República eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) vandalizaram diversos pontos da capital, em especial o Setor Comercial Norte.

Os bolsonaristas atearam fogo em cinco ônibus e três carros, além de depredarem viaturas e a fachada da 5ª Delegacia de Polícia. Ainda assim, ninguém foi preso em flagrante.

Ibaneis

Horas após atos violentos em Brasília, o governador do DF Ibaneis Rocha (MDB) afirmou, em suas redes sociais, que, durante todo momento, o Governo do DF esteve em contato com o Ministério da Justiça. “As forças policiais do DF agiram com rapidez e da maneira mais adequada possível”, escreveu.

Por Geovanna Bispo do Jornal de Brasília

Foto: Reprodução do Jornal de Brasília