GDF e Sebrae unidos pelo artesanato de Brasília

O termo de cooperação técnica assinado esta semana é uma das iniciativas do GDF para inserir produtos locais nos mercados nacional e internacional

0
962

A Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) assinou um termo de cooperação técnica com o Sebrae-DF durante a 3ª edição do Prêmio Brasília de Artesanato, nessa segunda-feira (30). A iniciativa tem o objetivo de fomentar e valorizar o artesanato na capital federal. O acordo visa à estruturação e ao fortalecimento de quatro eixos fundamentais: políticas públicas, governança, diferenciação do mercado e acesso ao mercado.

A parceria é uma das iniciativas da Setur para inserir o artesanato de Brasília nos mercados nacional e internacional. Atualmente, os artesãos recebem apoio da Setur por meio do transporte das peças para eventos, como ocorreu na Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), em Pernambuco, e na Feira Internacional de Artesanato e Design de Portugal. Outra medida que a pasta também mantém é a disponibilização de duas lojas nos shoppings Pátio Brasil, na Asa Sul, e no Alameda Shopping, em Taguatinga, para a comercialização das peças dos artesãos e manualistas da cidade.

Durante a assinatura, a secretária executiva de Turismo, Karine Câmara, ressaltou a importância da parceria para o turismo. “O artesanato é uma oportunidade, uma conquista. Esses empreendedores movimentam a economia, geram emprego e renda e ajudam a preservar a cultura e a tradição por meio do artesanato. A missão da Setur é garantir espaço para o artesão expor e comercializar o seu trabalho”, frisou.

“O secretário Cristiano Araújo vem buscando, em parceria com todo o trade, inserir o artesanato de Brasília no mundo, participando de feiras nacionais e internacionais”, ressaltou Karine. Como futura medida, a Secretaria de Turismo pretende aumentar o número de lojas e participar de mais feiras e eventos para promover maior visibilidade para os artesãos da cidade.

“Antes se ouvia que Brasília não tinha artesanato, mas nosso artesanato é muito rico, porque a gente vive a mistura de muitas culturas”, afirmou a superintendente do Sebrae, Rose Rainha, destacando que em um uma única peça pode conter influência de vários estados.

Artesanato local

Em 2019, a Setur chegou a ter 7,4 mil artesãos cadastrados, aumentando esse número para 12,6 mil em 2022. E em 2023, subiu para 13,4 mil. O mercado local injeta R$ 800 mil em eventos da pasta.

*Com informações da Secretaria de Turismo

Por Agência Brasília

Foto: Ana Carolina/Setur-DF / Reprodução Agência Brasília